terça-feira, 20 de março de 2007

RESPINGO DE SILÊNCIO II

Trechos da crônica : É BARBARA A IRMÃ DE DÉBORAH

Transcrito do meu livro O Diáio de Déborah.


“Quando Déborah completou três aninhos, sentimos que era tempo de lhe dar um irmãozinho de presente, mas como Debinha era muito dependente de nós pra tudo, por mais simples que fosse, ficávamos em dúvida se queríamos ou não mais um filho. Porém, quando nossa pequena beija-flor nasceu, trouxe com ela um raio de luz que iluminou, não só a nossa fé, mas também a nossa florzinha Déborah. Então, percebi que aquele anjinho, apesar de ainda tão pequeno, trazia consigo uma missão, por isso a chamei de Barbarah, o que realmente ela é.”


(...)

Cativar as pessoas, ou ser ao menos notada numa casa, onde todas as atenções eram para Déborah, parecia ser uma missão bastante difícil para aquela pequena criaturinha que acabava de nascer. Poderia até ser se esta fosse a sua missão, mas não era, pois Barbarah veio para iluminar mais a Déborah, para fazê-la feliz, e não para tomar o seu lugar.
Barbinha aos poucos foi fazendo entender a sua missão. E tudo que fazia tinha um só ideal, fazer sorrir a “Teté “, pois era assim que a chamava, porém hoje quando ouve qualquer uma chamando-a deste modo, ela logo repreende : O nome dela É DÉBOLA, né pai ?.

Um comentário:

Loba disse...

Meu amigo Vaumirtes, qto tempo!
Estive mesmo sumida.. em alguns momentos, até de mim! Mas é bom voltar e ver que o Silêncio de Déborah, virou Estação Silêncio - um espaço de felicidade!
Bom saber notícias suas e de toda a família. Bom rever Déborah e Barbarah, anjos que se completam!
Um grande beijo, meu amigo! E muita paz sempre!